SHELL E IPIRANGA LANÇAM GASOLINAS DE PERFORMANCE SUPERIOR

2017.10.12-15.07.55-0

O mês mal começou e já tem duas grandes novidades no mercado de gasolina prometendo propriedades superiores às suas gerações passadas. A Shell apresentou simultaneamente no Brasil e no exterior uma nova V-Power, nome de seu combustível aditivado, que com nova fórmula teria capacidade de limpeza de depósitos nos componentes do motor 40% maior que a da fórmula anterior e seria capaz de limpar 80% dos detritos acumulados nos bicos injetores no primeiro abastecimento. As novidades também foram aplicadas à gasolina premium de alta octanagem V-Power Racing.

Já a Ipiranga lançou a Octapro, nova gasolina de alta octanagem que substitui a Ipiranga Premium com 5 octanas extra. A Octapro iguala a octanagem da Petrobras Podium e portanto passa a dividir o título de gasolina com maior poder anti-detonante disponível no país, ambas com 96 octanas segundo o método IAD (índice anti-detonante). A Shell V-Power Racing vem em seguida com 91 octanas, limite mínimo para ser considerada gasolina premium. As gasolinas aditivadas, que incluem aditivos desenvolvidos por cada distribuidora para reduzir atrito entre peças móveis e para dissolver detritos sólidos, possuem as mesmas 87 octanas da gasolina comum.

Quanto maior a octanagem menor o risco de pré-detonação da gasolina na câmara de combustão, ou seja, a “queima” antes do momento ideal previsto para a ignição, o que causa a chamada “batida de pino”. Quanto maior for a taxa de compressão de um motor, o que é uma tendência nos propulsores mais modernos, com elevada potência específica, e nos de alta performance em geral, maior será o benefício de se usar uma gasolina de alta octanagem. Importante lembrar que octanagem não é sinônimo de poder calorífico gerado pelo combustível, como fica claro no caso do etanol: você já deve ter escutado que o combustível vegetal é indicado para motores com alta taxa de compressão, e isto ocorre porque sua capacidade anti-detonante é superior (99 octanas IAD), no entanto seu poder calorífico é 35% menor. Por isso é preciso injetar mais etanol na câmara de combustão e portanto elevar o consumo para se obter rendimento equivalente ao da gasolina.

Friends AdventureSHELL E IPIRANGA LANÇAM GASOLINAS DE PERFORMANCE SUPERIOR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × cinco =